QUEM É A FUNDAÇÃO MARIA MÃE

Frente da casa.jpeg

A Fundação Maria Mãe (FMM), mantenedora da Obra dos Pequeninos de Jesus, Pessoa Jurídica de Direito Privado, sem fins lucrativos, foi criada em 1983 com o objetivo de ser um ponto de apoio e promoção humana para Pessoas adultas em Situação de Rua na cidade de Juiz de Fora.

Em qualquer centro urbano são perceptíveis grupos de pessoas que vivem nas ruas. Embora estas pessoas busquem trabalho como forma de obter os meios de subsistência para manter-se e sobreviver com dignidade, sem capacitação para o mercado formal de trabalho, acabam buscando formas de sobrevivência em atividades de baixa remuneração como catadores de recicláveis, cuidadores de carros, flanelinhas, vendedores ambulantes, entre outras atividades precárias que não oferecem as condições necessárias para a superação da pobreza.

            Desta forma, a Obra dos Pequeninos de Jesus é um local onde esta população encontra apoio, atendimento humanizado com profissional do Serviço Social, atendimento odontológico e psicológico. A instituição também oferece diariamente o café da manhã para uma média de 120 pessoas, doação, troca e lavagem de roupas, higiene pessoal incluindo banho, barba, doação de kits de higiene, orientação religiosa, recuperação de documentação, entre outros.  

            Cabe ressaltar que desde o início de 2020 a sociedade enfrenta um grande desafio provocado pelo avanço da pandemia do novo coronavírus, que atinge fortemente a População em Situação de Rua (PSR) devido à dificuldade que essas pessoas têm de se preservarem e cumprirem as medidas de proteção recomendadas. Em Juiz de Fora muitas instituições fecharam suas portas, seguindo as normativas do governo do município. Porém a Obra dos Pequeninos de Jesus adaptou seus serviços para continuar de portas abertas atendendo a essa população, buscando oferecer orientações para que todos se conscientizem da gravidade da situação. Assim, os serviços não foram interrompidos e os funcionários e voluntários seguem com o compromisso de cuidado e atenção que a instituição sempre teve com essa parcela extremamente vulnerável da sociedade. Além disso, como o Restaurante Popular está fechado, foi firmada uma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social do município para a oferta nos finais de semana de marmitas para que possam se alimentar melhor e se fortalecerem na luta contra o vírus. A FMM é um dos pontos de distribuição.

            Como a FMM não tem como foco a doação de cestas básicas, esta demanda normalmente é encaminhada aos CRAS. Ocorre que, como recebe um considerável número de doações entre roupas, calçados, móveis e alimentos, acaba direcionado estes itens às famílias cadastradas, mediante visita domiciliar da assistente social. Nas últimas semanas, devido ao recrudescimento da pandemia, muitos locais onde os moradores de rua normalmente buscam a sobrevivência em trabalhos informais estarem fechados, a demanda por cestas básicas aumentou consideravelmente. A FMM tem procurado atender a todos neste momento crítico, até mesmo através de mini cestas emergenciais, uma vez que os atendimentos com a assistente social foram suspensos devido à onda roxa.  

            A FMM representa uma importante referência diária para que estas pessoas sejam atendidas em suas necessidades mais básicas, como alimento, banho e roupas limpas.